OS MOVIMENTOS ARTROCINEMÁTICOS



Os movimentos artrocinemáticos são os movimentos que ocorrem no interior da articulação e, eles descrevem a distensibilidade na cápsula articular permitindo que os movimentos fisiológicos ocorram ao longo da amplitude de movimento sem lesar as estruturas articulares. Estes movimentos não podem ser realizados ativamente pelo paciente, geralmente são muito utilizados para restaurar a biomecânica articular normal diminuindo a dor, alongando ou liberando com menos trauma determinadas estruturas.

São cinco os movimentos artrocinemáticos: giro, rolamento, tração, compressão e deslizamento.

NOTA: Os movimentos artrocinemáticos são influenciados pela forma das superfícies articulares, as quais determinam as articulações em ovóide ou selar.


1) Ovóide - neste tipo de articulação encontram-se uma superfície convexa e outra côncava.

2) Selar - esta articulação é formada por uma superfície côncava em uma determinada direção e convexa em outra direção, com uma superfície oposta semelhante côncava e convexa ao mesmo tempo.

I - Rolamento

Durante o rolamento um osso rola sobre o outro com a seguintes características :
  • As superfícies são incongruentes;
  • Novos pontos de uma superfície encontram novos pontos na superfície oposta;
  • Nas articulações com a biomecânica normal o rolamento só ocorre em combinação com os movimentos de deslizamentos e giro, porém quando o rolamento ocorre sozinho causa compressão nas superfícies do lado que o osso esta se movendo, o que pode provocar uma lesão articular, e uma separação no outro lado;
  • A superfície que se move seja ela convexa ou côncava não influencia a direção do movimento ósseo .
II - Deslizamento

Durante o deslizamento um osso desliza sobre o outro com as seguintes características:
  • As superfícies articulares são congruentes;
  • O mesmo ponto em uma superfície faz contato com novos pontos na superfície oposta;
  • O deslizamento não ocorre sozinho devido as superfícies articulares não serem totalmente planas, ou seja, completamente congruente;
  • Diferentemente do rolamento, a superfície articular que se move influência a direção do deslizamento, o que e chamado como regra convexo-côncava;
  • Quando a superfície articular que se move é convexa o deslizamento ocorre na direção aposta à do movimento angular do osso;
  • Quando a superfície que se move é côncava o deslizamento ocorre na mesma direção do movimento angular do osso;
  • A regra do côncavo - convexo é importante para o terapeuta determinar a direção da força mobilizadora em técnicas de manipulação articular.
III - Giro

Durante o giro um osso gira sobre o outro com as seguintes características:
  • O osso faz uma rotação sobre um eixo mecânico estacionário;
  • O ponto na superfície que se move faz um círculo na medida em que o osso gira;
  • O giro dificilmente ocorre sozinho, mas geralmente em combinação com o deslizamento.
IV - Compressão

Durante a compressão uma superfície articular se aproxima uma da outra com as seguintes características :
  • A compressão causa diminuição no espaço articular entre as partes ósseas;
  • Ocorre normalmente nos membros inferiores e na coluna durante a sustentação do corpo;
  • Ocorre compressão com a contração muscular gerando estabilidade articular, impedindo lesões articulares;
  • Com a compressão o líquido sinovial move-se para as estruturas articulares avasculares nutrindo-as e lubrificando-as;
  • Cargas excessivas de compressão causam lesões articulares, principalmente na cartilagem articular.
V - Tração

Durante o movimento de tração as superfícies articulares afastam-se uma da outra com as seguintes características .
  • Ocorre separação das superfícies articulares quando são puxadas distalmente uma da outra;
  • Pode ocorrer tração no eixo longo do osso resultando em deslizamento caudal;
  • Pode ocorrer tração em ângulo reto onde resulta na separação articular propriamente dita.
Via: www.wgate.com.br

Postar um comentário

Copyright © OLHAR FISIO. Designed by OddThemes