TENDINITES

Os tendões são estruturas fibrosas, densas, resistentes e pouca vascularizadas, e, têm como principal função realizar os movimentos do corpo através da transmissão da força gerada pelos músculos e ossos. 

As inflamações que ocorrem nos tendões podem ser denominadas tendinites. As causas que podem gerar um processo inflamatório sobre eles são diversas. Mecânicas, causada por esforços repetitivos e prolongado, além de sobrecarga em determinada articulação e traumas. Química, onde ocorre à desidratação, quando os músculos e tendões não estão suficientemente drenados, a alimentação incorreta e toxinas no organismo através das doenças reumatológicas, processo degenerativos, infecções, etc.

Sintomas

As tendinites se manifestam através de dores localizadas próximas as articulações. Geralmente são dores difusas que podem aparecer após uma atividade física intensa ou em atividades simples como andar, abaixar, subir e descer escadas. Relato de dor e edema de intensidade variável , bem como graus variados de dificuldade na realização do movimento (principalmente o início do movimento associado a dor aguda) e diminuição de força muscular.

O diagnóstico é realizado através das queixas do paciente (principalmente dor no início do movimento), juntamente através de um exame físico. A realização da palpação com relato de dor local, presença de calor e rubor e em alguns casos edema. Isso tudo causando limitação funcional do individuo. Além disso, exames de ultra-som e ressonância magnética podem ser empregados.

Tratamento e prevenção

O Tratamento Fisioterapêutico tem início imediato após a consulta médica O Fisioterapeuta inicialmente realiza o tratamento analgésico e antiinflamatório com recursos de eletroterapia e posteriormente o cessamento do quadro de dor e do processo inflamatório começa a segunda etapa do tratamento, que visa o reequilíbrio muscular através de alongamentos e fortalecimentos. A etapa final visa o retorno a suas atividades de vida diária de maneira que o paciente possa realizar todas as suas atividades sem que haja qualquer referência de um dos sintomas de quadro da tendinopatia.

É possível realizar trabalhos preventivos com a finalidade de evitar a recidiva de tendinites e outras lesões. O Fisioterapeuta deve implantar séries de alongamentos e fortalecimentos excêntricos através de orientações, bem como indicar o melhor calçado para realização das atividades esportivas que o paciente venha a praticar e orientar sobre alterações e correções posturais. 

Dicas e Cuidados

Geralmente uma tendinite mal avaliada, sem tratamento ou tratada de forma inadequada pode gerar uma tendinose, que passa a ser a condição de degeneração do tendão, podendo levar a ruptura do mesmo. 

Portanto, se você já apresentou caso anterior de tendinite ou tem dores nas regiões distais dos músculos próximos às articulações, procure um especialista a fim de obter diagnóstico e tratamento adequados. Assim sendo, você terá um retorno mais rápido e seguro as suas atividades diárias, seja elas ligadas ao esporte ou não.

Por: Raylana Nascimento - Fisioterapeuta

Postar um comentário

Copyright © OLHAR FISIO. Designed by OddThemes