ATIVIDADES FÍSICAS E CÂNCER


Já se sabe que as atividades físicas reduzem o risco de ataques cardíacos, mas o que muitos estudos ao longo dos anos buscam provar são seus efeitos contra o câncer.
Ainda não se sabe exatamente como essa relação ocorre, mas obesidade e vida sedentária aumentam a incidência de certos tipos de câncer. Combinados, os dois fatores são responsáveis por 20% dos casos de câncer de mama, 50% dos carcinomas de endométrio (camada que reveste a parte interna do útero), 25% dos tumores malignos do cólon e 37% dos adenocarcinomas de esôfago, enfermidade cujo número de casos aumenta exponencialmente.
Já tem outros estudos que apontam a hipótese de que a atividade física aumenta as chances de cura de quem teve câncer. Alguns desses estudos investigando os efeitos positivos dos atividades físicas junto a quimioterapia, já que exercícios no geral promovem um aumento da circulação, da respiração e da depuração de substâncias tóxicas do organismo.


Por mais que ainda não esteja definitivamente esclarecido do ponto de vista cientifico, os bons resultados agora comprovam que a prática de exercícios é benéfica para a recuperação de pessoas operadas de câncer de mama, intestino, próstata e, possivelmente, de outros tumores malignos. Evidentemente que essas atividades demandam acompanhamento médico e é comum no inicio a fadiga ser o primeiro obstáculo, mas nada que com uma rotina e respeitando seus limites não possa ser resolvido, obtendo a longo prazo tanto uma melhora física quanto na auto-estima.

Via: http://www.essencialcare.com.br/
Ministério da Saúde.

Postar um comentário

Copyright © OLHAR FISIO. Designed by OddThemes