O MELHOR FISIOTERAPEUTA


O MELHOR FISIOTERAPEUTA

"Achei belíssimo este texto de um fisioterapeuta norte-americano postado na página da AAOMPT (American Academy of Orthopaedic Manual Physical Therapists) que ele intitulou: 

BECOMING A SELF-SUSTAINING PHYSICAL THERAPIST: FROM SPOON-FED TO HUNTER-GATHERED Traduzindo:  Tornando um Fisioterapeuta Auto-Sustentado: do Alimento pela Colher ao Caçador.   
    
Ele conta que um dos seus professores, ele ainda um aluno de graduação em Fisioterapia, disse certa vez para a sua sala que a escola/curso somente os treinava para serem MINIMAMENTE COMPETENTES. E continua a sua história, falando que após aquela declaração que provocou inicialmente algumas risadas, ele via em seus colegas, expressões de surpresa, de espanto e em alguns até uma certa raiva. 

Ele estava no penúltimo ano que antecedia o início do seu estágio clínico. Honestamente, naquele momento ele não estava certo do que pensar da afirmação que havia ouvido. Após descontraírem com o que foi dito, uma vez que ninguém esperava aquilo, a resposta seguinte, segundo ele, foi um sensação de insulto (em alguns mais, que nos outros). - Como ele se atreve a isso? Se referindo ao professor. Nós já estávamos prestes a nos tornarmos Fisioterapeutas.

Para o autor do texto, o termo MINIMAMENTE COMPETENTE era vergonhoso e era como ser chamado de CRIANÇA.Embora aquela colocação ainda o provocava, após finalizar a graduação, ele decidiu fazer uma especialização clínica (chamado nos USA de fellow /residência clínica). Ele, logo percebeu que alguns dos programas (é assim que eles são chamados) eram realmente muito competitivos, somente aceitando 2 residentes a cada ano. Então ele se questionava. Dois residentes? De centenas que se inscrevem, somente 2 terão esta oportunidade? Isto o deixou em pânico, ele sabia o que ele queria fazer após a graduação, mas se viu de frente a um sentimento que não experimentava deste a graduação. Como ele seria avaliado se comparado a estes que ingressavam na residência? 

Foi neste momento que começou a perceber que a afirmação do seu professor estava correta, que realmente ele havia sido treinado para ser MINIMAMENTE COMPETENTE como um fisioterapeuta. Ele tinha, naquele momento o mesmo conteúdo (conhecimento) que os seus outros colegas possuíam. A sua participação, até então era muito passiva, algo semelhante a ser alimentado pela colher por horas pelos seus professores. 
VHRRROOOM! Olha o aviãozinho !!!!!!!. 

Neste período, pode se dizer que são raros, o que adquirem a habilidade de se alimentar pelas suas próprias mãos, isto é, de se alimentar sozinho. O que me faz diferente dos meus colegas levando em conta somente a minha graduação? Quase nada. Mais este nada para ele era a sua inspiração, a sua motivação....E pensava - Eu não quero tornar-me somente um Fisioterapeuta, EU QUERO ME TORNAR UM GRANDE FISIOTERAPEUTA. 

Ele percebeu que o tempo havia chegado, que o momento era aquele para fazer o que cada professor queria que seus estudantes fizessem: SEGURE A COLHER E COMECE A SE ALIMENTAR SOZINHO. Mais que isto, eu já sentia que não tinha mais idade para isto, e que eu deveria preparar minhas próprias refeições e buscar pelas próprias oportunidades de aprendizado.

Esta transição tem o ajudado a focar ainda mais no desejo de tornar-se um grande profissional e tornar-se o melhor clínico que ele puder além dos muros da graduação. Segundo ele, o mais importante é saber que ele ficará mais informado que um fisioterapeuta minimamente competente, tornando-o mais equipado para servir os seus futuros pacientes.Para ele a jornada continua, imaginando-se um fisioterapeuta semelhante a um hunter-gathered, caçador que sai em busca do seu próprio alimento para prover a sua sobrevivência.

E ele finaliza explicando o motivo pela qual o levou a escrever o texto, seu intuito, compartilhar o seu desejo pelo aprendizado e encorajar a todos para iniciar a sua própria jornada, e tornar um hunter-gathered no reino da Fisioterapia. Achei impressionante a analogia e a reflexão!!!!! 

UM CONVITE MARAVILHOSO PARA DEIXARMOS A NOSSA ZONA DE CONFORTO OU O NOSSO PORTO SEGURO PARA A BUSCA DE NOVAS DESCOBERTAS.  

Todos os créditos endereçados a Kenneth Taylor,PT, autor do texto"
Por Adriano Pezolato
Via: http://patriciaitalomentges.blogspot.com.br/

Postar um comentário

Copyright © OLHAR FISIO. Designed by OddThemes